Mais de 200 estudantes marcam presença na I Tarde do Dominó Matemático na Guairacá

Públicado em 13/06/2017
Imprimir
foto - Cópia

Nessa terça-feira, 13, a Faculdade Guairacá foi palco da I Tarde do Dominó Matemático, reunindo cerca de 200 estudantes dos colégios estaduais: Visconde de Guarapuava, Newton Felipe Albach e Antonio Tupy Pinheiro.

O evento foi realizado pelos acadêmicos do 1º Período do curso de Matemática da instituição durante a disciplina de Metodologia para o Ensino de Matemática no Ensino Fundamental e contou com o apoio do Núcleo Regional de Educação de Guarapuava, por meio da professora Adriane Eleutério, coordenadora pedagógica de Matemática, Física e Sala de Apoio.

A professora Lúcia Virginia Mamcasz Viginheski, que ministra a disciplina, contou que os dominós foram confeccionados pelos acadêmicos envolvendo diferentes conteúdos matemáticos ensinados nos anos finais do Ensino Fundamental como: números, operações, sistemas de numeração, potenciação, radiciação, ângulos, números romanos, sistemas de numeração chinês, entre outros.

Na disciplina, os estudantes são orientados para o ensino inclusivo da matemática. No evento, eles puderam colocar em prática esses conhecimentos. “Alguns dominós foram adaptados em braile e 4 estudantes portadores de deficiência visual, que estudam em escolas regulares e frequentam a Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Visuais, participaram da tarde, validando essas adaptações”, apontou a professora. Para a acadêmica Rhaiana Varella Staine, a experiência de trabalhar com o ensino inclusivo foi enriquecedor para sua profissão. “Foi interessante saber que os alunos, mesmo tendo problemas de visão, não se deixam abater, eles são esforçados, dedicados e muito inteligentes. Foi melhor e mais fácil trabalhar com esses alunos. Muitas pessoas ficam com dó, mas o que senti foi uma grande admiração”.

A professora de Matemática Eunice Santoni, do Colégio Estadual Antonio Tupy Pinheiro, elogiou a iniciativa do evento. “Muito interessante a diversidade de conteúdos abordados a partir de um jogo que julgamos simplório demais. Um jogo simples visto com outro olhar trouxe inúmeras possibilidades de trabalho com a matemática como o cálculo mental, o raciocínio, o uso de instrumentos de desenho, o trabalho com a geometria. Para nossos alunos foi uma tarde animada e de muito aprendizado”.

Brenda Monique Lazzarini, do Colégio Estadual Visconde de Guarapuava, foi uma das alunas que mais se divertiu na Tarde do Dominó Matemático. “Não são jogos estressantes, pelo contrário, são muito interessantes e divertidos de jogar, além disso, também nos ajudam a memorizar, raciocinar, fazer cálculos mentais, aumenta a criatividade e o conhecimento. Poderíamos ter mais tardes como essa”. Foi o que também apontou a aluna Gabriela de Lima Pereira, do Colégio Estadual Newton Felipe Albach. “Foi muito divertido e interessante, a Tarde do Dominó poderia ser realizada mais vezes para nos divertirmos e testarmos nossos conhecimentos na matemática”.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*