Palestra sobre gênero e sexualidade abre programação dos 10 anos do curso de Psicologia na Guairacá

Públicado em 31/08/2017
Imprimir
foto_10anos_Psicologia

O Colegiado de Psicologia da Faculdade Guairacá deu início nessa quarta-feira, 30, à conferência ‘Diversidade e formação do psicólogo em Guarapuava’. O evento segue até sexta, 1º de setembro.

O professor Alexandre Pereira Junior explicou que além de ser alusivo aos 10 anos do curso, o encontro também vem fornecer um aperfeiçoamento profissional, contando inclusive com a presença de palestrantes renomados na área. “Estamos planejando esse encontro faz aproximadamente 1 ano e um pouquinho de cada um de nós aparecerá nesses 3 dias. A professora Eliane, a primeira palestrante, é uma das pessoas mais respeitadas na área, sua presença é um desejo antigo e um prazer imenso. Desejamos sempre o melhor para os alunos e por isso fizemos questão de convidá-la para esse momento tão especial”.

Para abrir a programação, a Faculdade Guairacá teve a honra de receber professora da Universidade Estadual de Maringá, Eliane Rose Maio, Pós-Doutora em Educação Escolar na UNESP/Araraquara, onde estudou sobre a trajetória da educação sexual no Brasil. Eliane tem ampla experiência na área de educação, atuando principalmente nos seguintes temas: psicopedagogia, aprendizagem, sexualidade, gênero, diversidade sexual e educação em sexualidade. Realizou estágio de 3 meses na Universidade de Alcalá, em Guadalajara – Espanha, como bolsista da Fundación Carolina, com um projeto sobre Formação Docente e Gênero. Atua como comitê Ad hoc da ANPEd – Gênero, Sexualidade e Educação, e ainda, é líder do grupo de pesquisa CNPq intitulado Núcleo de Pesquisa e Estudo em Diversidade Sexual (NUDISEX).

Há pouco mais de 30 anos Eliane resolveu se dedicar a temas relacionados à gênero e sexualidade e, nesse período, tem se esforçado para mudar a realidade no país. “O Brasil é o país que mais mata gays e travestis no mundo e nós não temos pena de morte ou campos de concentração. Matamos por preconceito. Nós não nascemos com ele, mas se aprendemos podemos desaprender”. Em sua fala, a palestrante ainda destacou como esses conceitos podem ser abordados pelo profissional da área. “Na Psicologia fazemos o acolhimento em diversos espaços sociais, seja na escola, na família ou no trabalho, então meu grande intuito com essa fala é quebrar tabus e fazer com que as pessoas saiam do senso comum”.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*