Projeto de Atenção Farmacêutica melhora qualidade de vida de pacientes nas Clínicas Integradas Guairacá

Públicado em 22/08/2017
Imprimir
foto5

O projeto de atenção farmacêutica nas Clínicas Integradas Guairacá registra seus primeiros resultados. Por meio de consultas farmacêuticas, pacientes e profissionais do centro de especialidades, além de demais alunos da instituição, recebem orientações relacionadas aos medicamentos, como: indicação clínica, efeitos colaterais, reações adversas, riscos de intoxicações e interações medicamentosas.

O farmacêutico é o profissional da saúde responsável pelo cuidado da terapia medicamentosa do paciente. A professora Lígia Santos Pedroso explicou que busca-se desenvolver um vínculo no qual o profissional participe de forma ativa da farmacoterapia, priorizando a necessidade, a eficácia e a segurança do tratamento. “Por meio dessa relação, tenta-se promover uma sensibilização sobre o uso racional de medicamentos e, assim, minimizar os riscos induzidos pela sua utilização como intoxicações, reações adversas, interações medicamentosas, entre muitos outros”. Os aspectos práticos da Atenção Farmacêutica envolvem Educação em Saúde, Dispensação e Orientação Farmacêutica e Acompanhamento da Farmacoterapia, aspectos abordados no curso da Guairacá.

 

Acompanhamento da farmacoterapia

As consultas farmacêuticas nas Clínicas Integradas Guairacá são pré-agendadas na recepção. “Durante a primeira consulta é realizada uma conversa com o paciente, de forma a coletar dados referentes à rotina diária, histórico da doença, histórico dos medicamentos e exames laboratoriais”, apontou Lígia. Orientações gerais sobre entendimento da doença, indicação clínica dos medicamentos e armazenamento podem ser realizados conforme a necessidade do paciente, assim, um retorno é agendado.

Os acadêmicos de Farmácia da Guairacá ainda realizam estudo clínico correlacionando os problemas identificados quanto à farmacoterapia e à necessidade relatada pelo paciente, ou seja, o que ele espera do atendimento. “Na consulta de retorno são repassadas as intervenções aos pacientes e todas as orientações pertinentes quanto ao uso de medicamentos”.

O projeto é realizado em conjunto com outros profissionais da saúde no intuito de garantir sua efetividade, sendo assim, os acadêmicos recebem supervisão de fisioterapeutas, enfermeiros, psicólogos, cirurgiões dentistas, educadores físicos e pedagogos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*