Projeto Integrador de Matemática tem seu encerramento

Públicado em 16/06/2017
Imprimir
foto1

Acadêmicos do curso de Matemática da Faculdade Guairacá desenvolveram ao longo do semestre diversos estudos sobre educação matemática durante o Projeto Integrador. “O intuito do projeto foi de integrar realmente todas as disciplinas, então ao longo do semestre cada grupo de alunos ficou responsável por desenvolver uma pesquisa sobre temas relevantes da atualidade e que envolvessem a educação matemática”, explicou a coordenadora do curso, professora Márcia Raquel Rocha.

Na última quarta-feira, 14, foi realizado o encerramento das atividades do projeto no semestre, com a apresentação das pesquisas no auditório da instituição. Os temas abordados foram: aposentadoria, aposentadoria para deficientes, consumo compulsivo, juros do cartão de crédito, financiamento imobiliário e depreciação de bens.

Os acadêmicos Adriane, Alicy, Alex, Aline, Ana Carolina, Anderson, Andrey, Celso e Camila falaram sobre o consumo compulsivo. O grupo explicou que o consumismo começou com o capitalismo, com a queda do feudalismo e com a mudança das pessoas para os centros urbanos. “Quem tinha mais vantagem eram os burgueses. Na medida em que eles acumulavam mais capital, mais vendiam seus próprios produtos. Como já havia concorrência, na maioria das vezes eles tinham que enganar as pessoas, dizendo que seu produto era superior, influenciando o povo a comprar cada vez mais para que se sentissem bem”, explicou Alex. O acadêmico Andrey afirmou que as pessoas são muitas vezes influenciadas pela mídia e acabam comprando produtos acreditando que eles trarão felicidade. “Segundo uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, a maioria das famílias brasileiras estão endividadas. Cada dia que passa, as pessoas se tornam mais e mais consumistas”. Na ocasião o grupo ainda apontou alguns sinais da compulsão: ter preocupação excessiva em comprar, sair às compras ao se sentir frustado, comprar itens desnecessários ou em quantidades exageradas e gastar mais dinheiro e mais tempo do que o programado em compras.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*