Egressos da primeira turma de Farmácia da Faculdade Guairacá ocupam lugares de destaque no mercado de trabalho

Públicado em 18/04/2018
Imprimir

Uma pesquisa realizada pela Faculdade Guairacá revelou que todos os egressos da primeira turma do curso de Farmácia estão atuando no mercado de trabalho na sua área de formação

 

Um dos papeis fundamentais de uma instituição de ensino superior é capacitar o aluno e dar a ele toda a base necessária para que saia preparado e com plenas condições de alcançar boas oportunidades no mercado de trabalho. No curso de Farmácia da Faculdade Guairacá é exatamente assim: todos os egressos da primeira turma (formada em janeiro desse ano) estão ocupando vagas concorridas, em diferentes e respeitadas instituições públicas e particulares da área.

De acordo com a coordenadora do curso, professora Luciana Erzinger Alves Camargo, a expressiva inserção dos egressos no mercado de trabalho demonstra a importância e a qualidade da formação oferecida na Faculdade Guairacá. Para ela, o curso conta com uma estrutura de altíssimo padrão, o que tem contribuído nessa formação. “Temos equipamentos de última geração que suprem com excelência as necessidades do curso, além de outros equipamentos da área da indústria que pouquíssimas instituições oferecem e que, inclusive, pesquisadores procuram para empréstimo”. A professora também destacou o suporte recebido das Clínicas Integradas Guairacá, um campo privilegiado para realização de estágios e atividades integradas com outros cursos da saúde, incentivando uma formação multiprofissional.

O farmacêutico profissional pode atuar em mais de 70 áreas, todas regulamentadas pelo Conselho Federal de Farmácia. A expansão profissional dá à Farmácia, que é um dos ofícios mais antigos da humanidade, o sentido de profissão do futuro. “Isso vem de encontro a uma lei sancionada em 2015 que faz da Farmácia um estabelecimento de saúde, exigindo a presença de um farmacêutico”. Segundo a coordenadora, durante o curso na Guairacá os estudantes são capacitados para atuar em praticamente todas as áreas das Ciências Farmacêuticas, que vai da produção do medicamento à assistência farmacêutica, passando pelas análises clínicas e toxicológicas e pela pesquisa e produção. “Outro diferencial da Guairacá é o estágio vocacionado. Nossos alunos vislumbram todas as áreas, onde têm um apanhado do que os esperam e o potencial de empregabilidade. Além disso, os estágios ocorrem sob nossa responsabilidade, ou seja, além de serem encaminhados para os campos de atuação, eles recebem todo acompanhamento e respaldo dos professores, que são extremamente acessíveis”.

Depois de quase 20 anos longe das salas de aula, Stela Grando realizou o sonho do ensino superior. Ela é proprietária de uma farmácia no município de Turvo e contou que sua maior motivação é contribuir para a melhora na qualidade de vida das pessoas. “Ajudar as pessoas, orientar corretamente sobre o uso de medicamentos e ser uma boa profissional foi o que mais me motivou a fazer o curso e hoje me sinto realizada. Foi um tempo bem proveitoso, mesmo longe da sala de aula há tanto tempo sempre ficava feliz quando tirava notas maiores que os meus colegas”.

Para muitos, a conclusão do curso superior também possibilitou mudanças de emprego ou promoções. Esse foi o caso de Jeane Maria Loures Cordeiro, que antes trabalhava no atendimento de estabelecimentos da área da saúde. “Esse é um curso que sempre sonhei fazer. Eu entendia de vendas, mas não da ação dos medicamentos. Recomendo o curso na Guairacá e sinto saudades, o que mais me marcou nesse período foi a disposição da equipe como um todo em oferecer o melhor para nós, estudantes”.

Outros egressos da primeira turma vêm obtendo destaque na área acadêmica. Jeane Maria de Oliveira foi aprovada no Mestrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade Estadual do Centro-Oeste. Ela contou que sempre teve afinidade com a área da pesquisa e, muito incentivada por todos, acabou participando do processo seletivo. “Estudei bastante para as etapas do processo seletivo e fiquei muito feliz com a aprovação, ainda mais porque fiquei em 3º lugar e com isso consegui uma bolsa de estudo”. Erica Aparecida Rozisca segue os mesmos passos no Programa de Mestrado. A egressa também afirmou que grande parte dessa conquista se deve ao incentivo dos professores da Guairacá. “Na faculdade fui convidada pela coordenadora a fazer Iniciação Científica. Acabei me identificando com a área da pesquisa e por isso resolvi tentar o Mestrado. Mesmo tendo estudado para a seleção, para mim foi uma surpresa e grande alegria ter sido aprovada”. Durante o Mestrado, Erica continua suas pesquisas sobre nanotecnologia.

 

1 Comentário

  1. Maria Helena disse:

    Parabéns aos egressos e à competente Instituição !

Deixe o seu comentário!

*