Acontece na UniGuairacá

42. 3622-2000 Frequentes na Uniguairacá

Gestão das finanças em tempo de pandemia, por Marcia Cristiane Gruba

Diante deste cenário, mais do que nunca, a professora destaca a importância da gestão financeira e planejamento do negócio.

02/06/2021 09h50

A pandemia de Covid-19, trouxe muitos impactos na economia global atingindo assim, empresas de todos os portes e consequentemente as famílias. De acordo com o Mapa das Empresas do Ministério da Economia, no primeiro quadrimestre de 2021, 31.947 empresas encerraram suas atividades. A boa notícia é que no mesmo período 95.566 foram abertas, espera-se que tenham sucesso.     

A pandemia ainda não acabou e parece estar longe disso. Vivemos na incerteza dos próximos dias, são decretos publicados com o objetivo de conter a disseminação do vírus, empresas de portas fechadas, que buscam na tecnologia um novo jeito de trabalhar, manter o seu ciclo operacional. 

A esperança está na vacinação, porém, quanto mais tempo demorar, maior o risco econômico e maiores os impactos, tais como contração de dívidas, aumento do percentual de desemprego, encerramento das atividades empresariais, retração do crescimento e empobrecimento da população. Diante de todo este contexto que pode por um lado parecer desanimador, por outro, uma ponta de esperança, há uma pergunta que não quer calar – existe saída? É possível sobrevier a este cenário?

A resposta é sim, existe sim saída, é possível sobreviver a este cenário. Para isso, é necessário realizar a gestão financeira e planejar o negócio. Algumas ações são necessárias, se o caixa da empresa é também o da família, este é o momento de separar as contas, o que é da empresa e o que é pessoal, além de listar os gastos da empresa. Este conselho serve para os gastos pessoais também, ação que permite projetar os próximos meses, diante dos dados. Realize a análise do que pode ser reduzido, renegociando com locador o valor do aluguel, prazos com fornecedores, renegociando também as dívidas, taxas de juros e prazos, possibilidade de capital de giro com menor taxa de juros, pagamento dos cartões de créditos, compras ou gastos que podem ser reduzidos ou mesmo adiados. 

Para que sejam possíveis estas ações, um instrumento disponível e que deve ser utilizado por todos os gestores é o fluxo de caixa, neste são inseridas as entradas e saídas. O controle é diário, assim, é possível analisar e planejar as finanças da empresa. Além da gestão financeira, é necessário buscar novas formas de atender os clientes por meio de estratégias de marketing digital, promoções, delivery, drive thru, combos. Amplie seus canais de vendas, estreite as relações com seus clientes, flexibilize as formas de pagamento, mas cuidado para não afrouxar as políticas de crédito, nem sempre é a melhor decisão.