Acontece na UniGuairacá

42 99102-2239 Frequentes na Uniguairacá

A era quase invisível da ortodontia, por Alexandre Retcheski

A correção do posicionamento dentário e da oclusão está cada vez mais estética.

10/05/2021 15h34

A correção do posicionamento dentário e da oclusão está cada vez mais estética, e com uma qualidade ótima para servir ao público que necessita de aparelhos e que gostaria de mais discrição e com a mesma eficiência dos braquetes metálicos conhecidos. 

Os braquetes estéticos possuem a mesma função dos tradicionais, porém, com um visual mais sutil.  São compostos de material cerâmico policristalino (aparência esbranquiçada) ou cerâmico monocristalino (aspecto translúcido) que conferem maior discrição ao aparelho ortodôntico. Ainda existem os braquetes constituídos de material plástico (policarbonato), e também, a técnica Ortodontia Lingual, onde os braquetes ficam pela parede interna dos dentes. 

Mas grande evolução tem sido nos chamados ALINHADORES INVISÍVEIS, que tiveram um grande avanço tecnológico e hoje já conseguem realizar vários tipos de tratamentos ortodônticos. Os alinhadores possuem uma certa elasticidade e resistência e, ao ser colocado, o acessório vai "tentar" voltar à sua posição normal. Isso gera uma força leve e contínua, capaz de "levar" (aos poucos, claro) os dentes para a posição correta. Existem várias marcas no mercado e que produzem um ótimo tratamento, mas o custo ainda para o paciente é maior que nas técnicas com os chamados braquetes. 

O paciente pode querer escolher, mas deverá ouvir a opinião do ortodontista, pois ele deve definir o melhor tipo de aparelho a ser usado para o tipo de tratamento a ser realizado, e poderá dar as várias opções existentes, lembrando que todo tratamento deverá ser individualizado.