Acontece na UniGuairacá

42 99102-2239 Frequentes na Uniguairacá

Você já leu para/com seu filho hoje? por Leandro Tafuri

Devemos incentivar as crianças desde cedo a desenvolverem o hábito da leitura.

20/09/2021 09h22

Quantas vezes já ouvimos: “brasileiro não gosta de ler!” ou “no Brasil, lê-se muito pouco”. Talvez até seja verdade. Mas, aqui, tendo a concordar com um artigo escrito por Lya Luft, no qual, ela assevera que não é que brasileiro não goste de ler; é que a ele não foi dada a oportunidade de aprender a gostar de ler.

Muitas pessoas perguntam: “como aprender a gostar de ler?”. Para esta pergunta, a resposta parece-me muito fácil: lendo! Aprender a ler não está atrelado somente à escola. A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que as mães, ainda durante a gestação, leiam para as crianças, pois, desta forma, o cérebro, que começa a se desenvolver dentro útero, recebe os estímulos passados e, mesmo sem reconhecer as palavras, as conexões neurais se formam.

Assim, as crianças, desde a concepção, precisam estar em contato com a história, com a literatura. A partir do seu nascimento, o contato com o livro é fundamental para que se formem leitores. Aos pequenos, portanto, são recomendados livros que eles possam manusear sem perigo à sua saúde, como os de banho (plástico) e os cartonados.

Voltando ao texto de Lya Luft, a autora menciona que sempre foi uma leitora voraz porque em sua casa, seus pais e avós eram leitores assíduos, o que a estimulou a desenvolver o hábito da leitura. Assim, é importante destacar que a criança seguirá o exemplo de seus familiares, por isso, cultive o hábito da leitura junto com seus filhos.

Quando se lê para uma criança: fortalece-se a conexão entre quem lê (pai, mãe) e o filho; desenvolve a criatividade e a concentração; amplia repertório sociocultural e o vocabulário; desenvolve a linguagem oral. 

Estimular a participação da criança é importante. Deixe que ela escolha a história a ser lida. Aponte as figuras e nomeie-as. Tente deixar a atividade da leitura o mais natural possível. Quando a criança for um pouquinho maior, estimule que ela verbalize o que achou da história e depois conte sua própria versão.

Assim, mesmo que brevemente, não adianta lamentarmos somente a falta de interesse pela leitura. Devemos, portanto, incentivarmos as crianças desde cedo a desenvolverem o hábito da leitura. E aí, já leu para/com seu filho hoje?