Especialidades da Fisioterapia: Osteopatia, por Liseu Silva

Públicado em 16/04/2018
Imprimir
Liseu

Liseu Silva
Graduado em Fisioterapia pela Universidade Estadual do Centro-Oeste
Especialista em Terapia Manual e Técnicas Osteopáticas pela Universidade Estadual do Norte do Paraná

 

A osteopatia é um sistema autônomo de cuidados de saúde, que se baseia em técnicas manuais para o diagnóstico e tratamento. Foi desenvolvida por Andrew Taylor Still, médico e cirurgião dos Estados Unidos em meados de 1800. Segundo os princípios da osteopatia, o corpo possui capacidades de autocura e todas as estruturas corporais estão interligadas, porém muitas vezes são encontrados obstáculos que impedem o reequilíbrio do organismo. Esses obstáculos são alterações de movimento em determinadas regiões do corpo e, com base nisso, os tratamentos usam uma abordagem holística da saúde, visando estimular o reequilíbrio de todo o organismo. As técnicas são usadas para melhorar a função de vários sistemas do corpo, sendo divididas em técnicas estruturais para articulações, músculos e nervos, técnicas viscerais e técnicas cranianas.

A osteopatia aborda três sistemas corporais:

Sistema estrutural: As técnicas estruturais são utilizadas para reestabelecer a movimentação normal das articulações, normalizar as tensões musculares e reequilibrar o funcionamento neural.

Sistema visceral: As técnicas viscerais são utilizadas para devolver a mobilidade normal de todos os órgãos do corpo, e assim, melhorando seu funcionamento e influenciando de forma positiva sobre o sistema nervoso e o sistema músculo esquelético.

Sistema craniano: O sistema craniano possui relações anatômicas e fisiológicas com todo o organismo, e como todas as estruturas do nosso corpo, possui mobilidade. Apesar de essa mobilidade ser mínima, alterações desse sistema podem gerar desequilíbrios em todo organismo. Assim, as técnicas cranianas são utilizadas para devolver a mobilidade desse sistema contribuindo para o reequilíbrio de todo o organismo.

A abordagem terapêutica osteopática se baseia em devolver a mobilidade normal das diversas estruturas do corpo, assim, facilitando o seu reequilíbrio. Com base nisso, a osteopatia pode contribuir em diversos problemas, como:

  • Dores na coluna e demais articulações do corpo
  • Dores musculares
  • Tendinites
  • Cefaleias
  • Alterações viscerais (hérnia de hiato, gastrite, distúrbios hepatobiliares, distúrbios intestinais, alterações renais, alterações no ciclo menstrual, etc)
  • Problemas relacionados ao estresse
  • Regulação do sistema nervoso autônomo
  • Entre outras

0 Comentários

Especialidades da Fisioterapia: Osteopatia, por Liseu Silva